Sábado, 25 de maio de 2024, responsável técnico Renyere Trovão Soares DRT-PR 3499

Telefone: (66) 9256-9631 | E-mail: contato@regiaoleste.com.br

Pesquisa MT Dados aponta Botelho com 32%; Abilio 18%; Lúdio 15%; e Garcia 6% I MT

16/10/2023

A pesquisa MT Dados foi divulgada nesta segunda-feira (16); Abílio é o candidato com maior rejeição

A pesquisa MT Dados divulgada nesta segunda-feira (16) mostra o deputado estadual Eduardo Botelho (União) liderando as intenções de votos na disputa ao cargo de prefeito de Cuiabá, para a eleição de 2024. No cenário estimulado, na qual é apresentado ao eleitor uma lista de nomes, Botelho aparece despontando de seus adversários com 32% das intenções de votos. Já o deputado federal Abílio Brunini (PL) deixou a liderança das pesquisas pela primeira vez e assumiu o segundo lugar no quadro, com 18%. O deputado estadual Lúdio Cabral (PT) aparece na estimulada em terceiro lugar nas intenções de votos, com 15%. Em quarto, com 6%, está o secretário-chefe da Casa Civil Fábio Garcia, também pré-candidato pelo União Brasil. Pouco atrás, com 5%, aparece o vice-prefeito de Cuiabá José Roberto Stopa (PV). Por último estão o ex-deputado estadual Ulysses Moraes (Podemos), com 1% e o ex-candidato a governador, pastor Marcos Ritela, com 0%. Dos entrevistados 12% não souberam ou não quiseram responder e 10% optaram por nulo ou branco.

Rejeição

Abílio segue sendo o pré-candidato com maior rejeição entre os cuiabanos. Ao todo, 27% desaprovam a candidatura do bolsonarista. Em segundo lugar está o vice-prefeito Stopa, com 14% de rejeição. Na sequência vem Botelho, 12%. Outros 10% disseram que não votam em Lúdio Cabral, que assumiu a quarta posição entre os rejeitados. Empatados em quinto estão Ulysses e Ritela, com 5%. Em seguida, com 3% de rejeição, aparece Fábio Garcia. Outros 7% disseram que não votam em nenhum dos pré-candidatos apresentados. Já 12% não souberam ou quiseram responder, enquanto 5% optaram por nulo ou branco. A pesquisa foi realizada entre os dias 5 e 9 de outubro. Ao todo 1.037 pessoas foram entrevistadas pelo MT Dados. A margem de erro é de 3 pontos percentuais para mais ou para menos.

Veja os gráficos:

Anuncio

Grupo de notícia Politíca