Sexta, 21 de junho de 2024, responsável técnico Renyere Trovão Soares DRT-PR 3499

Telefone: (66) 9256-9631 | E-mail: contato@regiaoleste.com.br

MPE denuncia acusado de matar a ex na frente dos filhos em Cuiabá

21/10/2021

Edésio Alves, de 50 anos foi denunciado por feminicídio; crime aconteceu no Bairro Nova Esperança

O Ministério Público Estadual (MPE) ofereceu denúncia por feminicídio contra Edésio Alves Assunção, de 50 anos, acusado de ter matado a ex-esposa, a técnica de enfermagem Josilaine Maria Gomes dos Reis, de 32. Josilaine foi assassinada na madrugada do dia 6 de outubro dentro de casa no Bairro Nova Esperança, em Cuiabá. O crime foi cometido na frente dos três filhos pequenos e no dia do aniversário dela. Edésio está preso na Penitenciária Central do Estado (PCE). A denúncia é assinada pela promotora de Justiça Elisamara Sigles Vodonós Portela e encaminhada ao juízo de Direito da 2ª Vara Especializada de Violência Doméstica e Familiar Contra a Mulher da Comarca de Cuiabá. Na denúncia, a promotora ressalta que o crime foi cometido por motivo torpe, mediante recurso que dificultou a defesa da vítima. E pede que ele seja pronunciado e levado a julgamento pelo Tribunal do Júri. A promotora narra no documento que o acusado e a vítima estavam separados havia cerca de duas semanas. Conforme a denúncia, ela não queria mais manter o relacionamento com o denunciado e, na noite anterior aos fatos, via telefone, disse a ele que pediria medidas protetivas. “Consta, ainda, que a vítima teria pedido às amigas que não dessem informações sobre ela a Edésio, pois ele estaria perseguindo-a, bem como afirmou que não iria se divertir no seu aniversário (dia dos fatos), pois o denunciado estava ameaçando-a”, diz trecho da denúncia. Ainda de acordo com a denúncia, na madrugada dos fatos, Edésio, de posse de uma faca, arrombou a porta dos fundos da casa de Josilaine e, enquanto ela dormia na cama juntamente com seus três filhos (6, 7 e 9 anos de idade), desferiu-lhe uma primeira facada. “Ato contínuo, o denunciado arrastou a vítima, pelos cabelos, até o banheiro e ela já acordada, implorava: “Para Edésio, não faz isso”, e gritava por socorro. Dentro do banheiro, o denunciado desferiu novos golpes de faca contra a Josilaine, a qual veio a óbito”, diz outro trecho da denúncia. Fonte:midianews

Anuncio

Grupo de notícia Economia